Artist Home Page

Xesko's Art

Artist Biography

Nome: Xesko

Arte: Artista Plástico

Nacionalidade: ------------

Data de Nascimento: 1962-05-17

URL: http://www.xesko.webs.com

Contacto:+351 918 808 949


Xesko Artista Plástico ------------

Biografia:

Percursor do Dispersionismo, defende que a evolução da arte começou com as primeiras pinturas rupestres evoluindo por todo o mundo através de comunidades humanas estáveis, reestruturando-se quando estas encontravam outras comunidades interchocando entre si, refutando dessa forma a história estabelecida da arte. Publicou o primeiro Manifesto Dispersionista em 1977 com apenas 15 anos de idade, acabando por o reformular posteriormente em 2002.  
 
Dedicou-se, desde muito jovem, às Artes e ao Desporto. Começou a escrever aos 14 Anos e a pintar aos 16 (Aguarelas e Tinta da China) tendo, nessa altura, publicado alguns contos, poemas soltos e gravuras em várias revistas e jornais.  
 
Ainda no Liceu, foi Fundador e Editor da Revis ta “Os Bantalas” inteiramente dedicada às Artes (Pintura, Fotografia, Prosa e Poesia) e participou em um concurso de pintura cujo objectivo era criar um poster/autocolante comemorativo do aniversário do M.P.L.A. ficando em 1º lugar.  
 
Destacou-se largamente na prática Desportiva obtendo vários títulos de Campeão Nacional, em Xadrez (1977 e 1979) e em Natação (de 1972 a 1980). Representou o país várias vezes a nível internacional, sendo a última nos Jogos Olímpicos de Moscovo (1980).  
 
Estudou na Ex. União Soviética (como Bolsista) onde obteve a Licenciatura em Engenharia Química. A nível extra curricular, tirou os cursos de: “Pensamento  
Criativo no Pós-Modernismo” e “Desenho Científico”.  
 
Destacado Militante da Juventude do Partido (J.M.P.L.A.) deixou a política em 1986 quando se mudou para Portugal.  
 
Nessa altura, problemas pessoais levaram a uma pausa semi-forçada na pintura que durou até ao ano de 2002. De 1986 a 1999 esteve envolvido em vários projectos musicais como técnico, músico e produtor, bem como teatrais, tendo escrito várias adaptações e duas peças originais que levou a cena.  
 
Durante esse período, floresceram novas ideias fortemente influenciadas pela arte africana e pela vasta obra de Salvador Dali.  
 
Em Portugal, tirou o curso de Fotografia e Design Gráfico, área a que se encontra ligado até hoje.  
 
Em 2004, obteve o Diploma do Curso de “Técnicas de Pintura para Retrato a Óleo”, ministrado pelo Mestre Almaia, tendo sido convidado pelo próprio, a trabalhar no seu atelier, onde permaneceu até meados de 2009, altura em que se mudou para o Reino Unido,  
onde efectuou o Mestrado em Arte Contemporânea.  
 
Tem vários trabalhos em locais públicos e está representado em várias colecções , particulares e oficiais, em Angola, Brasil, Espanha, França, Portugal, Reino Unido e Rússia.  
 
 
Formação Académica 
 
* Mestrado em Arte Contemporânea (Belas-Artes), Sheffield Institute of Arts (Sheffield Hallam University, Reino Unido). 
* Licenciatura em Engenharia Química, Faculdade de Ciências de Moscovo, (Universidade Estatal de Kurgan - Ex. União Soviética). 
* Cursos de “Desenho Científico” e “Pensamento criativo no Pós-Modernismo”, Faculdade de Ciências de Moscovo, (Universidade Estatal de Kurgan - Ex. União Soviética). 
* Curso de “Técnicas Digitais e Microprocessadores”, ISEL- Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, (Portugal). 
* Curso de “Aperfeiçoamento em Técnicas de Pintura para Retrato a Óleo”, ministrado pelo Mestre Pintor Almaia, (Portugal).

Exposições:

Obras em Locais Públicos  
 
* Hospital Militar de Belém – Lisboa (Recall Memory)  
* Hospital Dona Estef ânia – Lisboa (LOL)  
* Sede do P.C.P. – Lisboa (Cunhal, o Homem)  
 
 
Exposições Individuais  
 
2011  
* Transições – Galeria Fernando Pessoa (fp Galeria), (Lisboa/Portugal).  
 
2010  
* Devaneios II – Galeria Fernando Pessoa (fp Galeria), (Lisboa/Portugal).  
 
2009  
* Devaneios – Galeria Vasco da Gama, (Loures/Portugal). 
 
2008  
* E Pluribus Unum – First Gallery, Lisboa/Portugal). 
 
2004  
* 7 Shades of Gray – Caf é da Ponte, Docas de Alcântara, (Lisboa/Portugal).  
 
1986  
* Butterfly Effect – Humbi-Humbi, Art Gallery, (Luanda/Angola).  
 
1981  
* Freedom – Instituto Cientif ico de Minsk, (Minsk/Bielorrussia Ex. U.R.S.S.). 1979  
* O Poder da Revolução – Salão nobre da EDIL, (Luanda/Angola).  
 
 
Exposições Colectivas  
 
2011  
* Global Echo: Artists in Print, Furnival Gallery, (Sheffield/Reino Unido)  
* Creative Sparks 2011, Furnival Gallery, (Sheffield/Reino Unido)  
 
2010  
* Transmission: Off Air, SIAD Gallery, (Sheffield/Reino Unid 
 
2009  
* À Volta do Touro, Galeria Vieira Portuense (Porto/Portugal) 
* Galeria Aberta, Museu Jorge Vieira (Beja/Portugal)  
* Alcarte, (Alcochete/Portugal).  
* Unidos na Arte, Brasil e Portugal II, Galeria Praça do Pelourinho, (Ourém/Portugal).  
* Exposition Internationale - Poésie Visuelle dans Paris,  
Galeries Artitude, (Paris/França).  
* Art Meeting in London III, Gallery 118, (Londres/Inglaterra) 
* Artexpo NY, (Nova Iorque/E.U.A.).  
* Puro Arte, (Vigo/Espanha).  
 
2008  
* Natal '08 – Campolide, (Lisboa/Portugal). * Mares, Vilas e Outras Estórias..., (Alcochete/Portugal).  
* Alcarte, (Alcochete/Portugal).  
* Os 5 Magníficos, (Alcochete/Portugal).  
* Arte Fora da Galeria, Alcochete/Portugal)  
 
2007  
* Alcarte, (Alcochete/Portugal).  
* C.R.P. 50A – Campolide, (Lisboa/Portugal).  
* Lembrar Abril – “Comemorações do 25 de Abril e 1º de Mai o”, (Alcochete/Portugal).  
* 1º Salão Nacional de Artes Plásticas, (Lisboa/Portugal).  
 
2006  
* Coisas de Campolide, (Lisboa/Portugal)  
 
2005  
* Hospital Mili tar de Belém, (Lisboa/Portugal)  
 
1978  
* Um Quadro Para a Revolução – Salão Nobre da Assembleia Nacional, (Luanda/Angola)  

Interview

Como se iniciou na Arte?

Assim que nasci, pois um artista, nasce artista, não se "inicia" artista. / Thus I was born as an artist born artist, he does not "start" artist.

Quem é/foi o seu mestre?

Por ordem de formação/ensino, "Estêvão Soares", "Mestre Almaia" e o "Dr Jaspar Joseph-Lester". / By order of training/teaching, "Estêvão Soares", "Master Almaia" and "Dr Jaspar Joseph-Lester."

Acha Importante a Formação ou prefere o Autodidata?

Ser autodidacta é importante, pois a "procura de algo" é fundamental na evolução de um artista, mas a formação é muitíssimo importante para o crescimento cultural e para a evolução técnica. / Being self-taught is important because "looking for something" is fundamental in the evolution of an artist, but the training is extremely important for the cultural growth and technical development.

É possível viver da Arte?

É possível viver da arte, mas para se conseguir tal feito nos dias de hoje, é necessário o artista "vender-se ao sistema" e nem todos estão dispostos a "vender a alma ao Diabo" a troco de fama, sucesso ou dinheiro. / It is possible to live from Art, but to achieve such a feat these days, the artist needs "sell themself to the system" and not everyone is willing to "sell his soul to the Devil" in exchange for fame, success and money.

Inspiração ou Transpiração?

Não existe "Transpiração", sem "Inspiração" e obviamente que só "Inspiração" não chega. / There is no "Transpiration" without "Inspiration" and obviously that only "Inspiration" is not enough.

Os seus 3 favoritos Artistas Vivos e Mortos

É impossível definir apenas três pois estes 7 são a base de toda a minha influencia artística, Salvador Dalí, Johannes Vermeer, Amadeo de Souza-Cardoso, Frida Kahlo, Amedeo Modigliani, Max Ernst e Sebastião Salgado a par, obviamente, de toda a minha influencia cultural africana. / It is impossible to define only three because these 7 are the basis of all my artistic influences, Salvador Dalí, Johannes Vermeer, Amadeo de Souza-Cardoso, Frida Kahlo, Amedeo Modigliani, Max Ernst and Sebastião Salgado along, of course, with all my African cultural influences.

Obra de Arte que gostava de ser o Autor e Porquê

Rapariga com Brinco de Pérola de Johannes Vermeer, pois fiquei apaixonado pelo quadro assim que o vi. / Girl With a Pearl Earring from Johannes Vermeer, because I fell in love, as soon I saw the painting.

A Arte tem Preço?

A Arte não tem preço, mas o sistema Capitalista em que vivemos, força a que assim seja. / The art is priceless, but the capitalist system we live in, forces that it be so.

Tudo pode ser Arte ou existem limites?

Tal como defendi na minha tese de mestrado, "a arte, tem que provocar, pois se não existir provocação, não existe Arte", a arte é "algo" que nos provoca algum tipo de reacção como, amor, ódio, asco, prazer, etc. Se ficarmos indiferentes ao visualizarmos "algo", esse "algo" não é arte. E este é que é o limite da Arte. /  
As I argued in my master's thesis, "art has to provoke, because if there is no provocation, there are no art," art is "something" that causes us some kind of reaction like, love, hate, disgust, pleasure, etc. If we stay indifferent wen we visualize "something", that "something" is not art. And this is the limit of what is Art.

Arte Digital. Sim ou não?

Arte Digital, obviamente que sim, todas as formas de arte são válidas, no entanto é preciso não confundir "arte digital" com "lixo digital". / Digital Art, obviously yes, all forms of art are valid, but we must not confuse "Digital Art" with "digital garbage".

No image in this album yet
   

Other Alborques Artists

Nicolini

Nicolini  

heiste

heiste  

kenneth

kenneth  

RICARDO SANTOS-ALFONSO

RICARDO SANTOS-ALFONSO